Invenção promete dar visão biônica e perfeita a qualquer um

  1. Invenção canadense: novas lentes biônicas podem promover revolução ótica

Invenção canadense: novas lentes biônicas podem promover revolução ótica

São Paulo – Um médico oftalmologista de British Columbia, no Canadá, acredita ter criado lentes corretivas para os olhos que poderão promover uma grande revolução na área de saúde ao redor do mundo.

O doutor Garth Webb criou um dispositivo que pode ser três vezes melhor que a visão 20/20 (considerada uma visão normal).

Assim, ele promete não só corrigir a visão de pessoas com problemas como miopia e hipermetropia como também tornar a visão dos seres humanos “biônica”.

Com a invenção, por toda a vida não seria mais necesssário usar óculos ou lentes de contato.

Criada em sua empresa, a Ocumetics Technology Corp, o chamado “Ocumetics Bionic Lens” é uma lente que mais parece um pequeno botão.

Ela é implantada com um cirurgia nos olhos, que o médico garante ser indolor e rápida, parecida com uma cirurgia de catarata, via laser. Não seria necessária anestesia ou internação de mais de um dia.

Essa lente artificial substitui a lente natural do olho. Assim, essa cirurgia também iria prevenir a pessoa de desenvolver catarata.

A única ressalva é que somente pessoas acima de 25 anos poderiam fazer a cirurgia, já que antes dessa idade o olho ainda está em desenvolvimento.

Segundo a Canadian Press, foram oito anos de pesquisa e três milhões de dólares até se chegar ao resultado esperado.

Webb diz que, se você mal consegue enxergar um pequeno relógio a três metros, com essas novas lentes você o enxergará perfeitamente a nove ou dez metros.

A invenção foi apresentada por Webb a outros 14 oftalmologistas em abril, durante uma conferência anual de catarata. Todos teriam ficado impressionados.

Segundo o médico, a lente será testada primeiro em animais, depois em seres humanos cegos. Depois, buscará a aprovação canadense para a comercialização. As vendas poderiam começar em 2017.

Fonte: Revista Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *