Artigos

  • Persuasão e estímulo ao consumo através dos cinco sentidos

    O presente artigo objetiva analisar, com base em estudo bibliográfico, a forma como os sentidos humanos podem influenciar no desenvolvimento e posicionamento de uma marca, beneficiando-a tanto para a venda de produtos como de serviços. Para tanto, serão analisados os cinco sentidos humanos – visão, olfato, paladar, tato e audição – e o efeito persuasivo que causam no consumidor em relação à marca, o modo como incita às percepções de prazer, afetividade e concepções conceituais geradas pela marca. Atualmente, a marca representa um aspecto estratégico dentro do negócio e sua gestão é considerada uma importante decisão de interesse primário no processo de desenvolver mercados e gerar fidelização dos consumidores simpatizantes à imagem transmitida pela corporação. A abordagem através do branding sensorial e de referenciais teóricos, articulados por Kotler (1999), Aaker (2007), Solomon (2002), entre outros autores, vem de encontro à pesquisa, identificando e qualificando estes conceitos compreendendo as inter-relações entre a marca e seus conceitos diante do público, podendo ser aplicado nas mais diversas companhias, sejam elas de pequeno ou grande porte, idealizações que agregam valores que vão além do bem palpável, um diferencial que coloca a marca em destaque frente a uma grande gama de produtos e serviços concorrentes disponibilizados no mercado a todo o momento.